UM SABOR A MEL
Shelagh Delaney

A ÓPERA DE TRÊS VINTÉNS
Bertolt Brecht, Kurt Weill
29 Dezembro, 1992
O MARIDO VAI À CAÇA
Georges Feydeau
25 Abril, 1992

UM SABOR A MEL

Shelagh Delaney

VERSÃO
João Lourenço | Vera San Payo de Lemos
DRAMATURGIA
Vera San Payo de Lemos
MÚSICA
Eduardo Paes Mamede
CENÁRIO
José Carlos Barros
FIGURINOS
António Filipe
LUZ
João Lourenço | Melim Teixeira
ENCENAÇÃO
João Lourenço
INTERPRETAÇÃO
André Maia | Cristina Carvalhal | Irene Cruz | Mário Gramaço | Miguel Hurst | Nuno Melo

Prémios

Cristina Carvalhal - Sete de Ouro - Melhor Actriz 1992

Críticas

"Elenco muito bem seleccionado e bem dirigido"
- 11/9/1992 - Público

"(...) Uma rentrée com o pé direito"; "(Um grande equilíbrio, um ritmo notável, uma coerência interna inatacável"; "(...) O grande confronto de Irene Cruz com Cristina Carvalhal tem momentos de antologia."
- 5/9/1992 - Público (Manuel João Gomes)

"Lisboa também merece este espectáculo divertido, inteligente, mordaz, irónico, poético, feroz, que merece ser aplaudido de pé"
- 8/10/1992 - Sete

(...) Irene Cruz, brilhante" - 29/8/1992
- Jornal de Letras (Jorge Listopad)

"Um excelente trabalho plástico de José Carlos Barros e musical de Eduardo Paes Mamede(...)"
- 7/11/1992 - Expresso (Eugénia Vasques)

"(...) maravilhoso espectáculo (...)"
- 6/10/1992 - Jornal de Letras (N.G.)