LUCEFÉCIT
Conor McPherson

A ÚLTIMA BATALHA
Fernando Augusto
11 Julho, 2000
TOP DOGS
Urs Widmer
26 Outubro, 1999

LUCEFÉCIT

Conor McPherson

VERSÃO
João Lourenço | Vera San Payo de Lemos
DRAMATURGIA
Vera San Payo de Lemos
BANDA SONORA
João Lourenço | Vera San Payo de Lemos
CENÁRIO
João Lourenço
FIGURINOS
João Lourenço | Vera San Payo de Lemos
LUZ
João Lourenço | Melim Teixeira
ENCENAÇÃO
João Lourenço
INTEPRETAÇÃO
António Cordeiro | Carlos Pisco | Catarina Furtado | Francisco Pestana | José Boavida | Luís Alberto | Miguel Magalhães
Num café de uma pequena vila de província, uns homens solitários, que se costumam reunir ali à noite para conversar, beber e assim espantar os fantasmas da solidão, começam a contar histórias fantásticas, ocorridas na região, para impressionar uma jovem desconhecida vinda da cidade.Com o avançar da noite, a narração de acontecimentos misteriosos mistura-se com a confissão de vivências muito pessoais, criando um ambiente de curiosa intimidade que envolve não apenas as personagens em cena, mas também os espectadores que vieram ao teatro para as escutar.
Em Lucefécit, o teatro regressa à sua magia original ao relembrar o velho dom de contar histórias simples e profundas sobre o amor e a perda e a procura de sentido num mundo desde sempre feito de luz e de sombra.

Críticas

"Catarina Furtado, volta a surpreender-nos no palco, onde brilha"
- 22/5/2000 - TV Mais

"Um bom trabalho"
- 27/5/2000 - Expresso

"Prestações magníficas"
- 28/7/2000 - Diário de Notícias (Fernando Midões)

"Os actores criam as suas personagens com notável correcção"
- 25/3/2000 - Expresso (João Carneiro)

"Todo o trabalho dramatúrgico é impressionante"
- 20/3/2000 - Público (Manuel João Gomes)

"Um excelente exercício para 5 actores"; "Vale a pena ir ao Teatro Aberto"
- 1/5/2000 - Jornal de Notícias (Maria João Rolo Duarte)