2018 - GRANDE PRÉMIO DE

TEATRO PORTUGUÊS

Declaração do Júri do Grande Prémio de Teatro Português
SPAutores/Teatro Aberto – 2018


O Júri do Grande Prémio de Teatro Português, presidido por João Lourenço, na qualidade de director artístico do Teatro Aberto e de administrador e vice presidente da Sociedade Portuguesa de Autores, e constituído por Francisco Pestana, Marta Dias e Vera San Payo de Lemos, em representação do Teatro Aberto, e por Luís Filipe Costa, Rui Mendes e Tiago Torres da Silva, em representação da Sociedade Portuguesa de Autores, decidiu, por maioria, atribuir o Grande Prémio de Teatro Português de 2018 à peça “Alma”, da autoria de Tiago Correia.

A distinção de um autor pelo segundo ano consecutivo é inédita na história do Grande Prémio (cujo regulamento obriga ao envio de textos sob pseudónimo). Este facto é motivo de satisfação para o Júri, que assiste com prazer ao percurso consistente de um novo autor no panorama da dramaturgia portuguesa.

Num ano em que seis peças foram seleccionadas para a fase final, o Júri distinguiu "Alma", uma peça sobre a juventude, para ser interpretada por um jovem elenco. A solidão e a possibilidade de confiança na amizade e no amor, a importância de que se revestem os laços familiares e a transmissão de valores entre gerações são alguns dos temas abordados,nesta peça que retrata um episódio de viragem na vida conturbada de um adolescente. Impossibilitado de se mover após um acidente, um rapaz passa os dias no sotão da casa dos avós, a olhar pela janela. As visitas do amigo, da namorada e de uma desconhecida vão precipitar a revelação do que verdadeiramente aconteceu.

O Júri realça a qualidade da obra premiada, não só pelo carácter simples e consistente da construção dramática, como também pela proposta formal e de escrita. Através de uma linguagem tão coloquial quanto poética, as personagens apresentam-se com uma autenticidade surpreendente, num texto que dirige um olhar lúcido e questionador sobre a futilidade do mundo contemporâneo.

O Júri congratula-se, assim, com a eleição deste ano, convidando todos os autores a continuarem a participar no Grande Prémio de Teatro Português para que mais textos originais sejam conhecidos pelos leitores e ganhem vida no palco.

Finalmente, o Júri gostaria de apresentar as suas felicitações ao autor da peça premiada:

Parabéns, mais uma vez, Tiago Correia!