UM DIA UMA VIDA

de Ruy Belo

Em Cena | Sala Vermelha

Um Dia Uma Vida, criado a partir do poema homónimo de Ruy Belo, é a nova produção do Teatro Aberto que estreia esta semana na Sala Vermelha. Com encenação de Marta Dias, as palavras de Ruy Belo surgem recriadas em palco com a magia do dispositivo cénico, do desenho de luz e do vídeo, através das histórias de quatro personagens que se entrecruzam e nos envolvem no modo como vivem o tempo que passa. 
 

SINOPSE

o tempo passa   ouve   o tempo passa
faz um breve ruído e   passa 

Um Dia Uma Vida é uma peça-cantata sobre a passagem do tempo e como o Homem tenta deter essa passagem e dar sentido aos seus dias.

 O Homem não dorme, não vai dormir nunca mais, observa o mar e a aldeia que o sol ilumina lentamente.

Mulher vê-se ao espelho e amargura-se com as rugas e os filhos que não teve.

Jovem quer conquistar o mundo que vê pelo ecrã e através do ecrã diz ao mundo quem é.

O Pescador ganha a vida que fica depois de puxar as redes e isso é tudo o que precisa.

 

A voz do poeta Ruy Belo transforma-se nas vozes de quatro personagens que nos mostram cada rosto transfigurando-se ao longo do dia, ao correr da vida.

 

FICHA ARTÍSTICA

Dramaturgia e Encenação Marta Dias

Cenário e Figurinos Marisa Fernandes

Vídeo Eduardo Breda

Luz Alberto Carvalho e Marta Dias


Com
 Ana Brandão | Madalena Almeida | Miguel Lopes Rodrigues | Rui Melo



Mais Informações